A redenção de Justin Bieber

Ele cometeu todos os erros que uma estrela infantil pode cometer, incluindo aqueles que quase o destruíram. Agora - fortalecido por Deus, seu casamento com Hailey Bieber, e um novo álbum, 'Justice' - Justin Bieber está reconstruindo sua vida, um passo positivo e deliberado de cada vez.

Justin Bieber e eu Acabo de me conhecer quando eu pergunto algo a ele e ele fala e fala - por 10 minutos iluminadores e ininterruptos ele fala. Ele fala sobre Deus e fé e castelos na Irlanda, sobre vergonha e drogas e casamento. Ele fala sobre o que é se sentir vazio por dentro e o que é se sentir cheio. Em um ponto ele diz, eu vou encerrar aqui, mas ele não faz, ele simplesmente continua, e é assim que é falar com Justin Bieber agora. Como se você estivesse no confessionário com ele. Como quaisquer regras sobre privacidade ou a parede opaca espessa de celebridades massivas que pessoas como Bieber deveriam seguir não se aplicam.

A imagem pode conter Pessoa Humana e Revista

Justin Bieber cobre a edição de maio de 2021 da tinews. Seguro sua própria cópia aqui.



como você tem um trio
Macacão, $ 4.200, por Dior Men. Ring, seu próprio.





Ele viveu uma vida bem documentada - talvez entre as vidas mais bem documentadas da história deste planeta em decadência. Mas, que eu saiba, não há um exemplo dele falando assim - em uma torrente de palavras comovente, mas espontânea e inconsciente - em público antes deste momento. Vou admitir que estou desorientado. Para ser sincero, esperava outra pessoa - alguém mais monossilábico; alguém mais distraído, mais infeliz; alguém mais parecido com o cara que eu tenho certeza que Justin Bieber não era há muito tempo - e agora estou tão chocada que o melhor que posso fazer é gaguejar alguma versão torturada de ... Como você se tornou essa pessoa? Com o que quero dizer: aparentemente inocente. Explodindo de desejo de conectar-se, de contar sua própria história, caso possa ser útil para mais alguém.

É uma pergunta que nem mesmo é uma pergunta, na verdade. Mas o que Bieber gentilmente disse em resposta é: Tudo bem.



Ele sabe aproximadamente o que estou perguntando - como ele veio de onde quer que estivesse até aqui, para se tornar o homem na minha frente, com os olhos claros em uma tela de computador de um local não revelado em Los Angeles. Seu cabelo, sob um chapéu Vetements, é longo nas costas; ele não tem nenhuma pressa especial. Ele é casado com uma mulher - Hailey Baldwin Bieber - que se preocupa com ele como ninguém jamais cuidou dele, diz ele. Ele está feliz. Ele está atualmente reformando a casa na qual viverá feliz com sua esposa. Ele passou os últimos meses montando um novo recorde, Justiça, que é denso com canções de amor e hinos no estilo dos anos 80 - intercalados com alguns interlúdios bem intencionados, se não totalmente bem aconselhados, com a voz de Martin Luther King Jr. - que são francamente honestos sobre seu passado ruim e igualmente otimistas sobre seu futuro. (Todo mundo me viu doente, e parecia que ninguém deu a mínima, ele canta na última música catártica do álbum, Lonely.) Ele ainda está tão transbordando de música que ele põe para fora Liberdade, um pós-escrito meditativo de um EP sobre fé, apenas algumas semanas depois Justiça . Ele é, no mínimo, o profissional empático nessa interação, enquanto tenta me ajudar a entender como ele chegou aonde chegou.